Ainda em 2020, o MEC disponibilizou documentos com recomendações para o retorno seguro das atividades presenciais
Notícias
julho 29, 2021
Os documentos representam a consolidação de esforços para nortear e possibilitar às escolas de educação básica e instituições de ensino superior melhores condições de retorno às atividades presenciais

Ministério da Educação (MEC) lançou, no ano passado, dois documentos que guiam o retorno seguro às atividades presenciais das instituições de ensino superior e da educação básica. Os documentos surgiram da necessidade de orientar os gestores das redes de ensino, como um instrumento de apoio na tomada de decisão.

O Guia de Implementação de Protocolos de Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas de Educação Básica foi elaborado em conjunto pelas secretarias de Educação Básica (SEB); de Alfabetização (Sealf); e de Modalidades Especializadas de Educação (Semesp), tomando como base as orientações de importantes órgãos, como a Organização Mundial de Saúde (OMS). Como principais medidas para o retorno seguro das atividades, o Guia cita:

O segundo documento foi desenvolvido em conjunto com a Secretaria de Educação Superior (Sesu) e a Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec). Denominado Protocolo de Biossegurança para Retorno das Atividades nas Instituições Federais de Ensino, o documento apresenta, além de critérios para a retomada das atividades presenciais, medidas de proteção e prevenção à Covid-19 nos diversos cenários das instituições: áreas comuns; salas de aula e auditórios; laboratórios; e cenários de prática.

Além das medidas individuais, o Protocolo cita orientações coletivas, tendo em vista a segurança dos estudantes e dos profissionais de educação. Confira algumas delas:

 

Confira o Guia de Implementação de Protocolos de Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas de Educação Básica.

Confira o Protocolo de Biossegurança para Retorno das Atividades nas Instituições Federais de Ensino.

 

FONTE: Assessoria de Comunicação Social do MEC.