Começa a imersão na saúde italiana: um primeiro dia repleto de aprendizados sobre envelhecimento populacional
Notícias
Gabrielle Boeze fevereiro 13, 2024

O primeiro dia da Imersão na Itália, promovida pela REDE GERONTO com apoio do Laboratório Italo-Brasileiro de Saúde Coletiva e REDE UNIDA, começou com uma agenda intensa e inspiradora. Coordenado por Suzana Funghetto, Diretora da REDE GERONTO, Rabih Chattat da Universidade de Bolonha (UNIBO), Fabrizia Paltrinieri, responsável pelo Setor de Educação e Desenvolvimento Social da Cidade Metropolitana de Bolonha, e Monica Minelli (Az.Usl Bologna), o evento marcou o início de um diálogo aprofundado sobre assistência à saúde e social. O seminário foi acompanhado por professores e alunos de instituições de educação do Brasil e da Itália e profissionais de serviços de saúde da Região da Emília Romana.

As atividades iniciaram às 10h com uma visita guiada aos museus sobre a história da medicina em Bolonha na UNIBO, oferecendo aos participantes uma perspectiva única sobre a formação da prática médica que influenciou a história de toda a medicina e área da saúde. À tarde, das 14h às 17h30, ocorreu um seminário no Departamento de Psicologia Clínica que explorou políticas para a independência funcional e o envelhecimento saudável, destacando a importância da integração das ações de cunho sócio sanitária e a participação da Cidade Metropolitana e do Município de Bolonha.

Serviços Sociais e Sanitários para idosos em Bolonha melhoram a qualidade de vida

A Direção de Atividades de Saúde e Assistência Social na Azienda USL de Bolonha, inovou na área de assistência aos idosos, onde criou uma fórmula para integrar e relacionar o serviço social (ÁREA SOCIAL) e a unidade sanitaria de saúde (ÁREA SANITARISTA). Para essa inovação acontecer, Monica criou uma diretoria, composta por um responsável técnico-administrativo, unidades distritais de saúde e um diretor geral, que fica responsável por promover melhorias na área de abastecimento de saúde da população, por meio das UVM. As UVM são unidades de avaliação multidimensional que ficam responsável por atender todas as necessidades da população idosa da Emilia Romana, como oferecer moradias, bancadas por um fundo regional, para eles se protegerem em épocas de extremo frio. Além disso, a professora também criou um programa que cuida do bem estar físico e mental dos cuidadores de idosos, para que, desta forma, a qualidade de vida seja melhorada e os cuidados sejam mais eficientes e melhorados.

O evento foi uma oportunidade valiosa para compartilhar conhecimentos e experiências, estabelecendo a base para futuras colaborações internacionais na área da saúde e bem-estar dos idosos.

Fonte: