Dia do Estudante: esperança é a palavra que define o sentimento dos estudantes
Notícias
agosto 11, 2021

Neste ano, o Dia do Estudante celebra um momento ainda mais especial: a volta às aulas presenciais da Secretaria de Educação do Distrito Federal. Para homenagear a data e averiguar os protocolos de segurança adotados nas escolas, o ministro da Educação, Milton Ribeiro, o secretário de educação básica do Ministério da Educação (MEC), Mauro Rabelo, a secretária de Educação do DF, Hélvia Paranaguá, e o secretário-executivo do DF, Denilson Bento da Costa, acompanharam a chegada dos estudantes na Escola Classe da 204 Sul nesta quarta-feira, 11/08.

“O Governo Federal não poupou esforços em investir na educação. Foram mais de 1,7 bilhão só para a educação durante a pandemia. A saúde dos estudantes e dos profissionais de educação sempre foi prioridade para nós, tanto que fui, pessoalmente, pedir ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, pela vacinação prioritária desses profissionais”, ressaltou Ribeiro.

“O lugar de criança é na escola. Aqui é o espaço de convivência, o espaço que eles aprendem e desenvolvem todo o conhecimento. Esse retorno justamente na semana do dia do estudante é um símbolo muito importante para as crianças e para nós da administração central da Secretaria de Educação. Quero agradecer ao governador Ibaneis Rocha, porque ele abraçou a forma como nós construímos esse retorno escalonado. Trabalhamos em parceria com os colegas das coordenações regionais para proporcionar toda segurança aos estudantes e profissionais da educação”, acrescentou a secretária Hélvia Paranaguá.

Durante a visita, o ministro e a secretária passaram de sala em sala para parabenizar os estudantes pela perseverança que estão tendo neste momento tão único na educação mundial. Segundo o ministro, “comemorar a data com os estudantes em sala de aula é uma vitória.”.

Protocolo de segurança

Divididos em turno matutino e vespertino, a escola classe da 204 Sul atende 396 estudantes do ensino fundamental anos iniciais. Para uma volta às aulas segura, as turmas foram separadas em dois grandes grupos, em que 50% dos estudantes comparecem às atividades presenciais e os outros 50% seguem com atendimento remoto.

Para uma recepção ainda mais acolhedora, a escola passou por uma série de reformas nos banheiros, assim como realizou a instalação de lavatórios em áreas externas. Também foram distribuídos totens de álcool em gel, tapetes sanitizantes e marcações de distanciamento.

O MEC lançou, no ano passado, dois documentos que guiam o retorno seguro às atividades presenciais das instituições de ensino superior e da educação básica. Os documentos surgiram da necessidade de orientar os gestores das redes de ensino, são eles: o Guia de Implementação de Protocolos de Retorno das Atividades Presenciais nas Escolas de Educação Básica e o Protocolo de Biossegurança para Retorno das Atividades nas Instituições Federais de Ensino.

FONTE: Assessoria de Comunicação Social do MEC