IES federais são premiadas por desenvolvimento sustentável
Notícias
Gabrielle Boeze dezembro 6, 2023

Seis universidades federais receberam, nesta terça-feira, 5 de dezembro, o Prêmio Capes Elsevier 2023, concedido pela Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC). A premiação reconhece a contribuição dos seus projetos científicos para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).  

A entrega ocorreu durante o 6º Seminário Consolidando Caminhos: o Portal de Periódicos e a comunicação científica para o Brasil — na sede da Fundação, em Brasília (DF). A cerimônia comemorou os 23 anos do Portal de Periódicos da Capes. Na seleção dos vencedores, foi considerada a produção científica entre 2018 e 2022 de instituições com pelo menos 2 mil publicações. Cada ODS representa uma categoria da premiação, que já está na quinta edição. 

Foram premiadas a Universidade Federal de Santa Maria (Erradicação da pobreza), Universidade Federal de Ouro Preto (Igualdade de gênero), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Água limpa e saneamento/Inovação e infraestrutura), Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre (Redução das desigualdades), Universidade Federal de Itajubá (Ação contra a mudança global do clima) e Universidade Federal de Goiás (Vida na água). A Universidade Federal de Sergipe levou menção honrosa.  

Também receberam o prêmio o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Fome zero e agricultura sustentável/Trabalho decente e crescimento econômico/Vida terrestre), a Fundação Getúlio Vargas (Saúde e bem-estar), o Hospital Israelita Albert Einstein (Educação de qualidade), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Energia limpa e acessível), a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Cidades e comunidades sustentáveis), a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Consumo e produção responsáveis) e a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Paz, justiça e instituições eficazes). 

Portal de Periódicos  Criado em 2000, o Portal de Periódicos tem a participação de 446 instituições de ensino e pesquisa, o que representa um potencial de mais de 6 milhões de usuários, entre professores, pesquisadores, funcionários e estudantes, com acesso à melhor produção científica internacional. A plataforma, que é um dos maiores acervos científicos virtuais do mundo, tem contribuído para o fortalecimento da pós-graduação no País e para a integração da comunidade científica brasileira. 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do MEC, da Capes