Novo Ensino Médio tem foco no protagonismo dos estudantes
Educação
agosto 12, 2022

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) traz ao longo dos seus textos, da Educação Infantil ao Ensino Médio, a palavra protagonismo mais de cinquenta vezes em diferentes contextos. Seja se referindo às habilidades e competências, às áreas do conhecimento ou ainda a vida pessoal e coletiva dos estudantes. Este elevado número de citações ao protagonismo reforça a necessidade de ações que possibilitem o desenvolvimento do papel do estudante como ativo em sua própria aprendizagem.

No dia 11 de agosto, data em que se comemora o Dia do Estudante, é importante pensar que uma educação mais centrada no estudante contribui para despertar os seus interesses, aumentar o engajamento com as aulas, reduzir a evasão escolar e prepará-lo para lidar melhor com os desafios da vida.  Mais do que uma data comemorativa, o Dia do Estudante é uma oportunidade para inspirar os jovens, incentivando o seu protagonismo no processo de ensino e aprendizagem. Nesse contexto, no âmbito da Secretaria de Educação Básica (SEB), do Ministério da Educação (MEC), destacam-se as diretrizes do Novo Ensino Médio, que colocam o jovem no centro do aprendizado, por meio de escolhas próprias, de forma orientada, em suas trilhas de aprendizagem.

A nova organização curricular, implementada em nível nacional neste ano, foi projetada para compreender as expectativas dos jovens, permitindo que os estudantes se aprofundem em áreas e experiências que dialoguem diretamente com os seus projetos de vida. Sendo o Ensino Médio a última etapa da Educação Básica, uma ponte entre a fase escolar e a vida adulta, é importante que os estudantes estejam preparados para decidir seu futuro profissional e pessoal, mobilizando para tanto os mais diversos saberes para tomar decisões. Nesse sentido, o Novo Ensino Médio torna obrigatório que o Projeto de Vida seja desenvolvido em todas as escolas a fim de trabalhar determinadas habilidades, como cooperação, compreensão, saber defender suas ideias, dominar tecnologias, respeitar e analisar o mundo a seu redor.

O principal objetivo do projeto de vida é fomentar o protagonismo e a autonomia do estudante em suas escolhas, com foco na formação integral. Este mergulho interno dá ferramentas, em teoria e em prática, para decisões e planejamentos mais conscientes sobre o futuro. O Projeto de Vida ainda visa proporcionar experiências para aprender sobre a realidade, os novos desafios da contemporaneidade (sociais, econômicos e ambientais) e a tomada de decisões éticas e fundamentadas, formando sujeitos críticos, criativos, autônomos e responsáveis. O relatório contendo a análise dos Planos de Ação para orientação às escolas e acompanhamento da implantação de itinerários formativos (PAIF) indica que atualmente o projeto de vida já é ofertado em 100% das escolas do país.

Projeto de vida

Segundo a BNCC, nas expectativas para o Ensino Médio, o Projeto de Vida envolve outras experiências que devem ser trabalhadas de forma integrada, são elas:

Itinerários Formativos

Para entender um pouco mais sobre as mudanças mais expressivas trazidas pelo Novo Ensino Médio, é necessário entender os Itinerários Formativos. Instituído por meio da Portaria MEC nº 733, de 17 de setembro de 2021, o Programa Itinerários Formativos tem por finalidade coordenar a implementação do Novo Ensino Médio e promover o apoio técnico e financeiro às escolas de ensino médio e a integração entre as instituições de ensino superior, setor produtivo, escolas e secretarias de educação, de modo a contribuir com o desenvolvimento do projeto de vida do jovem, a sua formação integral e a inserção no mundo do trabalho. As ações do programa serão desenvolvidas a partir de 4 eixos:

I.            Apoio técnico e financeiro às escolas;

II.            Fomento às escolas modelo;

III.            Integração das redes;

IV.            Monitoramento e avaliação da implementação do Novo Ensino Médio.

 

O Programa Itinerários Formativos contempla aproximadamente 13 mil escolas no eixo I. Os recursos referentes à primeira parcela foram repassados em dezembro de 2021 e novas parcelas serão repassadas nos anos de 2022 e 2023.

FONTE: Assessoria de Comunicação do MEC com informações da SEB