Enem 2021: candidatos registram pedido para isenção da taxa da prova, mas solicitação ‘desaparece’ do sistema
ENEM
21 de junho de 2021

Candidatos do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 relataram ao G1 que pediram, dentro do prazo estipulado pelo edital, a isenção da taxa de inscrição da prova. No entanto, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) afirmou aos estudantes que “não localizou as solicitações” no sistema. Na prática, é como se o pedido não existisse formalmente.

A taxa de inscrição do Enem é de R$ 85. Para ter direito à gratuidade em 2021, esses alunos tiveram de preencher um formulário no site do Inep entre os dias 17 e 28 de maio.

Pelas regras do edital do Enem, três grupos são dispensados da cobrança, desde que façam a solicitação no sistema:

  • egressos de escolas públicas,
  • bolsistas integrais de colégios particulares no ensino médio
  • e pessoas em vulnerabilidade social no CadÚnico.

Prejuízo em anos anteriores

Em 2018, o Inep estabeleceu uma nova exigência para os pedidos de isenção de taxa. Como, em anos anteriores, muitos candidatos obtinham o benefício, mas faltavam à prova, geravam um prejuízo de até R$ 1 bilhão, segundo o próprio instituto. Isso porque todo o dinheiro gasto na impressão dos cadernos de questões e na logística de distribuição era desperdiçado.

A partir de então, passou a valer uma nova regra: quem estiver isento, não comparecer ao local do exame e quiser prestar o Enem novamente no ano seguinte só pode ser dispensado de pagar a taxa se justificar a ausência.

Em 2021, no entanto, essa norma foi questionada pelos alunos, porque o Inep barrou a isenção para quem faltou na edição de 2020 por causa do medo da Covid-19.

Fonte: G1 Educação