Ministro da Educação pede que INSS e Receita rastreiem devedores do FIES antes de tentar novo viés social para o programa
Notícias
julho 26, 2023

O ministro da Educação, Camilo Santana, anunciou em entrevista à GloboNews que está buscando uma solução para o atual programa de financiamento estudantil, o Fies, que tem enfrentado críticas e uma queda significativa na participação ao longo do tempo. Ele afirmou que solicitou ao INSS e à Receita Federal que rastreiem os dados dos devedores do Fies antes de reformular o programa.

Atualmente, o Fies não garante o financiamento total dos estudos, levando muitos alunos a se endividarem para cobrir o restante das mensalidades. Camilo Santana destacou que deseja que o Fies volte a ter um caráter social, oferecendo empréstimos com maior viés social para que mais estudantes tenham acesso ao ensino superior.

O ministro não forneceu detalhes específicos sobre como será o novo programa, mas indicou que pretende trazer de volta o financiamento do teto para os alunos. Além disso, ele mencionou a implementação de um novo programa de renegociação das dívidas dos atuais devedores do Fies.

Para entender melhor a situação, o governo solicitou dados do INSS e da Receita Federal para analisar o tipo de dívida e identificar o perfil dos devedores. Com isso, pretendem verificar se as pessoas não estão pagando por escolha ou por falta de condições financeiras.

Por fim, o ministro defendeu a importância do programa de empréstimos como uma forma de aumentar a quantidade de estudantes no ensino superior, especialmente nas instituições privadas, que representam 85% das universidades no Brasil.

Entretanto, ainda não está decidido se a reformulação do Fies será apresentada como um projeto de lei ou uma medida provisória, e essa questão está sendo discutida com a Casa Civil.

Acesse também:

Fonte: G1