Revalida 2021: Envio do diploma deve atender às regras do edital
Avaliação
2 de junho de 2021

Os médicos interessados em participar do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2021 precisam ficar atentos às especificações de envio do diploma de graduação em medicina. As regras estão previstas no Edital n.º 21, de 6 de maio de 2021, referente à aplicação da primeira etapa do exame, publicado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O procedimento deve ser realizado no Sistema Revalida, no momento da inscrição, até o dia 11 de junho.

Para se inscrever no Revalida 2021, o interessado precisar ter diploma de graduação em medicina expedido por uma instituição de educação superior estrangeira reconhecida no país de origem, pelo ministério da educação ou órgão equivalente. O documento deve estar autenticado pela autoridade consular brasileira ou pelo processo da Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros, promulgado pelo Decreto n.º 8.660, de 29 de janeiro de 2016.

No momento da inscrição, o médico deve informar os dados referentes à instituição estrangeira de origem do diploma e ao ano de conclusão do curso de medicina. Também é preciso anexar, no Sistema Revalida, o diploma digitalizado (frente e verso), em formato PDF, PNG ou JPG, com o tamanho máximo de 2 MB. O Inep lembra que não serão aceitos certificados ou declarações de conclusão de curso, bem como qualquer outro documento em substituição ao diploma, tendo em vista que não constituem título acadêmico, apresentando, unicamente, a aprovação satisfatória no plano curricular e/ou teórico.

Caso o diploma enviado não esteja em conformidade com os critérios apresentados no edital do exame, a inscrição não será confirmada, mesmo que tenha sido realizado o pagamento da taxa. O Inep divulgará o resultado da análise dos diplomas em 18 de junho. Os interessados poderão entrar com recurso a partir do dia 21 do mesmo mês, caso o documento não seja aceito.

Login único – Para acessar o Sistema Revalida, o inscrito deve, obrigatoriamente, realizar o cadastro no portal do Governo Federal, no endereço eletrônico acesso.gov.br. O login e a senha, únicos para todos os serviços federais, serão necessários para acompanhar a situação da inscrição. O cadastro no portal gov.br garante maior segurança e transparência no acesso aos sistemas. Trata-se de um processo de unificação de todos os serviços digitais dos órgãos públicos, alinhado ao Plano de Transformação Digital do Governo Federal. É necessário se cadastrar somente uma vez para ter acesso liberado a todos os serviços.

O participante que esquecer a senha cadastrada poderá recuperá-la pelo acesso.gov.br. É importante memorizar a senha, pois ela será solicitada para alterar os dados cadastrais e a cidade de aplicação de provas, durante o período de inscrição, conforme edital; acompanhar a inscrição no Sistema Revalida; consultar o local de provas de cada etapa do exame; consultar e imprimir o Cartão de Confirmação da Inscrição; e obter os resultados individuais.

Revalida – Aplicado pelo Inep desde 2011, o Revalida busca subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior. As referências do exame são os atendimentos no contexto de atenção primária, ambulatorial, hospitalar, de urgência, de emergência e comunitária, com base na Diretriz Curricular Nacional do Curso de Medicina, nas normativas associadas e na legislação profissional.

O Revalida é composto por duas etapas (teórica e prática) que abordam, de forma interdisciplinar, as cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva). O objetivo do exame é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O ato de apostilamento da revalidação do diploma é atribuição das universidades públicas que aderirem ao instrumento unificado de avaliação representado pelo Revalida.

Acesse o edital da 1ª etapa do Revalida 2021

Fonte: INEP