UnB recebe nota máxima do Ministério da Educação em conceito institucional
Notícias
agosto 9, 2021

Ministério da Educação (MEC) deu nota máxima, 5, para o Conceito Institucional (CI) da Universidade de Brasília (UnB). O resultado foi publicado no Diário Oficial da União (DOU), na última semana. Entre os quesitos analisados estão a infraestrutura, o desenvolvimento e políticas acadêmicas.

A UnB nunca tinha passado pelo procedimento, por ter sido fundada em 1962, antes da criação da metodologia. Desde 2000, o governo federal avalia universidades antigas, gradualmente.

A avaliação da UnB ocorreu no processo de recredenciamento da instituição, que começou em 2018. Até então, a qualidade da instituição já havia sido atestada em outras avaliações, como o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade), que ocorre todos os anos, no qual ela também se destaca, com nota máxima, em diversas cursos.

Em 2020, a UnB alcançou a 10ª colocação entre instituições brasileiras no ranking QS World University, feita pela consultoria QS Quacquarelli Symonds, uma das mais conceituadas na avaliação de instituições de ensino no mundo. O resultado indicou uma subida de duas posições em relação ao ano anterior.

Trabalho conjunto

Em nota publicada pela UnB, a reitora Márcia Abrahão parabenizou a comunidade acadêmica pelo resultado.

“As credenciais da UnB são garantidas pelo esforço de todos – técnicos, estudantes e professores. A felicidade dessa conquista, portanto, é ampla e compartilhada. Nos quase 60 anos da Universidade, renovamos a qualidade do serviço prestado à sociedade”, diz a reitora.

O procurador Educacional Institucional da universidade, servidor Danilo Prata, destacou que apesar da nota máxima, o ensino poderia se dar em condições ainda melhores. “É uma tarefa árdua, principalmente num cenário pouco promissor, mas, como bons brasileiros, queremos sonhar”, disse ele.

Caixa zerado

Em maio deste ano, a UnB informou que estava com o caixa zerado para investimentos em pesquisa, inovação e extensão, em 2021. De acordo com a universidade pública, a verba disponível, os chamados recursos de custeio, são apenas para as despesas obrigatórias, como o pagamento de contas de água, luz e segurança.

orçamento do MEC destinado às universidades federais em 2021 caiu 37%, na comparação com 2010. Os valores repassados pelo governo federal à UnB somavam R$ 147,4 milhões, em 2020. Em 2021, o orçamento caiu para R$ 135,8 milhões, de acordo com dados da Lei Orçamentária Anual (LOA).

FONTE: G1 Educação