Rede Geronto participa de seminário “Desafios da Década do Envelhecimento no Brasil”
Notícias
outubro 18, 2023

A Rede de Pesquisa em Gerontologia e Sistemas de Cuidado no Envelhecimento (Rede Geronto), está ativamente envolvida na programação da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) relacionada aos desafios da “Década do Envelhecimento Saudável no Brasil”, realizada nos dias 18 e 19 de outubro, na sede do Órgão.
O envelhecimento da população é uma tendência global que está ocorrendo de maneira ainda mais acentuada na América Latina e no Caribe. Em 2020, mais de 8% da população já tinha 65 anos ou mais, e as estimativas indicam que esse número dobrará até 2050, superando os 30% no final do século.
Uma das principais consequências dessa mudança demográfica é a falta de acesso a recursos essenciais que muitas pessoas idosas enfrentam para levar uma vida digna. Além disso, muitas delas enfrentam obstáculos significativos para participar plenamente na sociedade.

Folder seminário “Desafios da Década do Envelhecimento Saudável no Brasil”

A Década do Envelhecimento Saudável 2021-2030, declarada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em dezembro de 2020, representa uma estratégia fundamental para construir uma sociedade inclusiva para todas as idades.
Esta iniciativa global reúne esforços de governos, sociedade civil, agências internacionais, profissionais de saúde, academia, meios de comunicação e setor privado, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas, suas famílias e comunidades.
O seminário se concentra em quatro áreas de ação:

  1. Mudar nossa percepção, sentimentos e comportamento em relação à idade e ao envelhecimento, visando combater estereótipos, preconceitos e discriminação baseados na idade, que prejudicam a saúde e o bem-estar das pessoas idosas.
  2. Assegurar o acesso a serviços de saúde e apoio social de alta qualidade, para atender às necessidades físicas e mentais das pessoas idosas e promover sua independência.]
  3. Promover a participação ativa e a inclusão social das pessoas idosas na sociedade, permitindo seu envolvimento nas decisões que afetam suas vidas.
  4. Reforçar a segurança econômica e a proteção dos direitos humanos, garantindo o acesso a sistemas de previdência social, igualdade de direitos e proteção contra o abandono e a negligência.

Desafios da Década do Envelhecimento Saudável no Brasil.

A Convenção Interamericana sobre a Proteção dos Direitos Humanos das Pessoas Idosas, aprovada em junho de 2015 pela Assembleia Geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), é um marco crucial que defende a independência, o consentimento informado, a igualdade perante a lei, a segurança social, a acessibilidade e a mobilidade pessoal das pessoas idosas. Vários países, incluindo Argentina, Bolívia, Chile, Costa Rica, Equador, El Salvador, Peru e Uruguai, ratificaram essa Convenção, promovendo o compromisso com os direitos das pessoas idosas.

A OPAS lidera a agenda unificada da Década do Envelhecimento Saudável nas Américas 2021-2030.

Abaixo acompanhe a transmissão do seminário:

Dia 18/10: www.youtube.com/watch?v=NCCjpaCpw8I

Dia 19/10: www.youtube.com/watch?v=9oJ_oZrvtBA

Fonte: Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS)